Home
Biblioteca
Links  Panfletos Novidades
Especiais

 

Conselho das Indústrias Químicas

 

Da mesma forma que a indústria têxtil enfrenta a necessidade urgente de obter um fornecimento adequado de algodão para suprir ás necessidades das suas fábricas, também a indústria química enfrenta a necessidade imediata de:

1 - Obter petróleo e os seus subprodutos através da destilação de carvão, lenhite e ardósia betuminosa, por meio do processo de hidrolise.

Na Alemanha, na Inglaterra, na França, e noutros países, já se realizaram experiências de destilação de carvão com vista á produção de petróleo. Na Alemanha, as fábricas que já estão a funcionar produzem quase um milhão de toneladas de gasolina que, juntamente com outros combustíveis, como o benzol e o álcool, representam mais de metade do consumo total. Se na Inglaterra e nos Estados Unidos o progresso não foi tão grande, foi devido á hostilidade e á oposição das companhias petrolíferas, que vêem nesta nova indústria uma concorrência perigosa.

2 - Produzir pastas para o fabrico de papel.

Existe igualmente a hipótese de produzir um combustível nacional com base no álcool. Para se resolver o problema do fornecimento de papel, que depende muito do reflorestamento, o conselho da silvicultura terá que cooperar com o conselho das indústrias químicas. A revolução socialista terá por tarefa a coordenação de todas essas forças, encerrando os estabelecimentos improdutivos, combinando outros, construindo novas fábricas e posicionando as diversas indústrias nas regiões mais apropriadas.

Em cada fábrica química, será nomeado um conselho, ou comité, que irá coordenar e regular todas as actividades das diversas secções do estabelecimento. Os conselhos de fábrica vão juntar-se para formar sindicatos, de acordo com as suas funções. Vamos ter sindicatos de fábricas de vernizes e tintas, sindicatos de fábricas de álcool, etc. Esses sindicatos serão, por sua vez, reunidos num conselho local da indústria química.

O conselho das indústrias químicas será parte do conselho local de economia e irá, por sua vez, associar-se aos outros conselhos de indústrias químicas da região, para formar o conselho nacional das indústrias químicas. Esse organismo nacional irá dirigir as escolas de química, os laboratórios, os institutos de pesquisa, as bibliotecas, etc.

Tal como acontece na indústria metalúrgica e nas outras indústrias de base, o pessoal da indústria química tem que ter a formação necessária para executar o seu trabalho. Portanto, a partir da altura em que os conselhos de fábrica e de indústria começarem a funcionar, deve igualmente atender-se á formação de um número adequado de técnicos e trabalhadores especializados, de forma a se assegurar, desde o princípio, um máximo de eficiência.

 


Anterior